Junho vermelho: a doação de sangue ajuda a salvar vidas

SAN_IMAGEM-BLOG-DOACAO-SANGUE

Desde que a pandemia do novo Coronavírus chegou ao país e as medidas de distanciamento social foram adotadas, o número de doações de sangue diminuiu consideravelmente, deixando os bancos de sangue em alerta.

Criada em 2017, a campanha Junho Vermelho tem o objetivo de incentivar a população a doar sangue durante esse período do ano, em que os estoques sofrem uma baixa.

- Durante o mês de junho, a maior incidência de doenças por infecção respiratória e o início das férias escolares influenciam a diminuição das doações de sangue;

- Com a pandemia, as pessoas estão receosas de dirigir-se até um banco de sangue. Mas podem ficar tranquilas, esses locais estão tomando todas as providências para resguardar a saúde dos doadores;

- É também nesse período que mais pessoas estão hospitalizadas e, em alguns casos, a doação de sangue é necessária.

A doação é simples, rápida e indolor. Basta atender aos requisitos:

·         Estar em boas condições de saúde.

·         Ter entre 18 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos.

·         Pesar no mínimo 50kg.

·         Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).

·         Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).

·         Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação e RNE-Registro Nacional de Estrangeiro*).

A solidariedade é a saída para salvar vidas e se você puder ajudar, vá ao banco de sangue mais próximo da sua casa.